Afinal, ser vegetariano é o quê?

Afinal, ser vegetariano é o quê?

Não comem carne, não comem peixe, comem legumes frescos, então são vegetarianos. Queres saber mais sobre essa opção alimentar? O que comem e o que não comem os vegetarianos, por que motivos não querem certos alimentos no prato. Ser ou não ser vegetariano é uma escolha de cada um.

O que é o vegetarianismo? 

É uma opção alimentar que tira do prato todos os tipos de carne, vermelha, branca, de todas as cores, incluindo aves, peixes e outros animais marinhos. E o veganismo, além da carne, exclui da alimentação todos os alimentos de origem animal, como os ovos, os laticínios e o mel. Vegetarianismo é, portanto, uma forma diferente de pensar a alimentação. A palavra vem do termo “vegetarus” que significa “são” ou “robusto” e que pretende mostrar que o vegetal é um símbolo da vida e que proporciona uma vida saudável.

O Homem não come apenas carne


Pois não. E há alimentos que podem substituir proteínas que o corpo precisa e que podem ser encontradas no feijão, no grão–de-bico, nas ervilhas. A carne, por exemplo, pode ser substituída por tofu, feijão, soja ou seitan. E para o leite de vaca, os vegetarianos encontram alternativas, como leite de soja, leite de arroz ou leite de amêndoa. Como sabes, os vegetais estão num grupo que tem um lugar de destaque na Roda dos Alimentos.

 

Ser ou não ser vegetariano? Eis a questão


Há vários motivos para se ser vegetariano. Razões filosóficas, religiosas, espirituais, alimentares, ou até mesmo de saúde que implicam uma maior atenção ao que entra no estômago. Ser vegetariano é uma opção individual. Há vegetarianos, por exemplo, que não comem carne porque são contra o abate dos animais, discordam das condições em que os bichos vivem. Ser vegetariano não é tão simples quanto não comer carne. Os mais devotos não ingerem, por exemplo, alimentos congelados, bebidas açucaradas industriais ou café com leite.

 

Ser vegetariano faz mal à saúde?

Não, desde que a alimentação seja bem planeada. É preciso saber equilibrar a balança, saber compensar a falta de certas vitaminas e nutrientes. Não se pode evitar carne e produtos de origem animal por um lado, e por outro abusar nos alimentos ricos em açúcar, por exemplo. O equilíbrio é a chave. Como já percebeste, não se pode arrumar a carne e outros alimentos sem os substituir por outros com semelhante valor nutricional, mas de origem vegetal. É o que os vegetarianos fazem.

 

Os vegetarianos comem pouco porque não têm muitas opções? 

Não é bem assim. A alimentação vegetariana tem uma grande variedade de alimentos, texturas e sabores. Há pratos étnicos que são vegetarianos e há cada vez mais restaurantes com essa opção no menu. Os vegetarianos consomem, além de legumes frescos, frutos da estação, plantas aromáticas, sal marinho não refinado. Excluem todas as carnes e gorduras animais, mas há os que comem derivados de produtos animais, como ovos, leite, queijo e manteiga que, bem associados, podem substituir as proteínas da carne. Não usam margarinas e óleos refinados, preferem alimentos da época e biológicos, mel e bolos caseiros à base de açúcar amarelo, pão e cereais integrais.

Sara Dias Oliveira